Alimentos orgânicos são vendidos a preços acessíveis para incentivar popularização

Instituto Chão vende produtos orgânicos em São Paulo no preço dos produtores   O Brasil ostenta o indigesto posto de campeão mundial no consumo de…

Instituto Chão vende produtos orgânicos em São Paulo no preço dos produtores

 

O Brasil ostenta o indigesto posto de campeão mundial no consumo de agrotóxicos, com uma média de um milhão de toneladas por ano, segundo dados divulgados em abril pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Os alimentos orgânicos, que dispensam os agrotóxicos em sua produção, são uma boa alternativa ao problema. A questão é que, geralmente, eles custam bem mais do que os produtos convencionais, o que impede sua popularização na mesa dos brasileiros. Ao pensar nisso, o Instituto Chão passou a comercializá-los, na Vila Madalena, em São Paulo, pelo mesmo preço proveniente dos produtores. – um dos fornecedores é o Sítio Escola Portão Grande. Assim, um pé de alface orgânico que pode custar até R$ 4 em um supermercado ou hortifruti, por lá é comercializado por até R$ 2.

O Instituto Chão é uma associação sem fins lucrativos que é construída colaborativamente – para a inauguração e compra do primeiro lote de orgânicos, por exemplo, o grupo fez um projeto de financiamento coletivo.

Além de frutas, legumes e verduras, a associação oferece uma série de chocolates, patês, queijos, mel, farinha, óleos e bebidas, além de um café, que serve lanches e bebidas – todos orgânicos.

O site EcoD divulgou o o Mapa de Feiras Orgânicas, que pode te auxiliar a encontrar esses alimentos mais saudáveis, com preços acessíveis, perto de você; clique e confira.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: