Akatu e Nextel iniciam programa de minimização de resíduos

Parceria vai levar consumo consciente aos funcionários da empresa e suas famílias

Um grupo de funcionários da Nextel participou, nos dias 21 e 22 de julho, de duas palestras promovidas pelo Instituto Akatu sobre a importância das ações individuais para o futuro do planeta. “Nossa visão do futuro influencia nossas escolhas do presente”, afirmou durante a palestra Aron Belinky, gerente de Projetos Especiais do Akatu, que, além de Maluh Barciotte, consultora do Instituto, se encarregou das apresentações. As palestras marcaram também o início do trabalho conjunto entre o Instituto Akatu e a Nextel para promover a sensibilização sobre minimização de resíduos e consumo consciente entre funcionários da empresa e suas famílias. A Nextel é parceira mantenedora do Akatu.

A parceria é consequência do Programa Nosso Ambiente, que visa a minimização e descarte adequado de resíduos dentro da empresa. De acordo com Ruth Archer, líder do comitê que desenvolveu o programa interno da Nextel, a idéia é que os funcionários passem o aprendizado sobre o consumo consciente adiante. “Ainda temos que instruir os funcionários novos”, acrescenta ela.

Belinky explicou para os participantes que a idéia do slogan do Instituto Akatu, “Consuma sem consumir o mundo em que você vive”, é mostrar que o consumo é fundamental, mas, para isso, não é necessário esgotar os recursos que dispomos no planeta, nem contribuir para perpetuar a insustentabilidade. “Tem alguma coisa muito errada em nos definirmos pelo que usamos. Ainda mais se percebermos a desigualdade social que existe no mundo”.

Equilíbrio

Para Maluh Barciotte, precisamos de equilíbrio em todos os aspectos da vida, especialmente na saúde. “Saúde é o pleno equilíbrio físico e mental. Se precisamos de remédios, não é por causa da saúde, mas da doença”, disse ela na palestra do dia 22. A consultora destacou também o equilíbrio no consumo. Segundo ela, o problema do excesso de lixo, por exemplo, é causado pelos hábitos de consumo desmedidos.

Para Silvana Filgueiras, analista de cobrança da Nextel, a idéia da conscientização dos funcionários é “maravilhosa”. “Precisamos ter mais consciência dos atos do dia-a-dia para garantir um mundo melhor para os nossos filhos”. Alguns hábitos de consumo consciente Silvana já possuía. Até sua mãe já levou um “puxão de orelha” dela por usar água para varrer a calçada. “Ela é uma consumista!”, brinca a analista.

Seu colega, Alexandro da Silva, agente de Call Center, também já dava importância para o assunto: sempre fecha a torneira enquanto escova os dentes, não faz a barba no chuveiro e não deixa luzes acesas sem necessidade, mesmo na empresa. Ele disse que, a partir de agora, vai procurar separar o lixo orgânico e buscar locais onde possa deixar o lixo reciclável. “É um grande ciclo. Mesmo que tenhamos os recursos naturais, o impacto do consumo acaba afetando a todos”, disse ele.

As palestras foram apenas uma das atividades desenvolvidas para a parceria. Outras atividades estão previstas para a conscientização dos trabalhadores da empresa, incluindo a produção de uma cartilha com dicas de consumo consciente e peças de comunicação que ficarão estampadas nos murais da empresa.

Se você quiser seguir o Akatu no twitter, clique aqui

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: