Adidas vendeu 1 milhão de pares de tênis feitos com plástico dos oceanos em 2017

A linha foi criada para chamar atenção para o problema da poluição nos oceanos, mas se tornou um sucesso de vendas

O modelo Adidas em parceria com a Parley For The Oceans está à venda no Brasil por R$ 529.

 

Em 2017, a Adidas vendeu 1 milhão de tênis feitos com plástico recolhido dos oceanos, afirmou o CEO da empresa, Kasper Rorsted told ao canal de TV norte-americano CNBC.

A empresa alemã de artigos para esporte lançou, no ano passado, três versões do modelo UltraBoost produzidas com plástico recolhidos dos oceanos. O modelo é inspirado nas ondas do mar e cada par é feito a partir de 11 garrafas reutilizadas –  95% por plástico retirado dos oceanos e 5% por poliéster reciclado.

O projeto, criado para conscientizar a população sobre o problema da poluição dos oceanos, foi feito em parceria com a ONG ambiental Parley for the Oceans. A linha promocional, que teria inicialmente 7 mil pares, fez tanto sucesso que a empresa resolveu atender a demanda e chegou a 1 milhão de vendas no ano passado. O tênis é vendido no Brasil por R$ 529.

Aproximadamente 8 milhões de toneladas de plásticos poluem os oceanos todos os anos.  Prejudicar este ecossistema é comprometer a vida de 230 mil espécies e também o nosso próprio bem-estar. Os oceanos funcionam como o pulmão da Terra, já que produzem metade do oxigênio do mundo. Além disso, eles agem como uma “esponja” de calor, que é distribuído pela Terra por meio de suas correntes marítimas, influenciando todo o clima do planeta.

É importante que governos, empresas e população estejam empenhados em diminuir o volume de lixo que é gerado, além de fazer a reciclagem desse material, de forma que esses resíduos não terminem por prejudicar o meio ambiente e a saúde das pessoas.

Do ponto de vista do consumidor, refletir antes de fazer uma compra é o primeiro passo para evitar que algo seja consumido sem necessidade e acabe sendo descartado rapidamente. Clique aqui e veja dicas sobre fazer a destinação correta dos seus resíduos.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: