A China está exportando poluição para os Estados Unidos, segundo estudo

Nível de ozônio, prejudicial para a saúde, se manteve na Costa Oeste dos EUA, apesar dos esforços para reduzir emissões

Foto: San Francisco, na Costa Oeste dos EUA, região que recebe poluição proveniente da China – Crédito: Creative Commons/Armin Rodler

 

A poluição atmosférica da China está atravessando o Oceano Pacífico para chegar aos Estados Unidos, revela um novo estudo, publicado na Nature Geoscience.

Os cientistas suspeitavam que isso explicasse por que o nível de ozônio, prejudicial à saúde, se mantinha constante na Costa Oeste dos Estados Unidos, apesar dos esforços em reduzi-lo.  Os EUA conseguiram diminuir as emissões de dióxido de nitrogênio (que reagem formando o ozônio) em 20% de 2005 a 2010. Enquanto isso, a China aumentou seus níveis em 7% no mesmo período. Como os EUA são um dos maiores parceiros comerciais da China, eles têm participação indireta nessas emissões.

O estudo usou um satélite de observações e modelos computacionais para saber como as moléculas viajavam na camada mais baixa da atmosfera, a troposfera, a cerca de 17 quilômetros acima da superfície da Terra, dependendo da latitude.

O dióxido de nitrogênio emitido pelos veículos e pela indústria, em contato com a luz do sol, criam camadas amareladas de ozônio na troposfera que causam problemas respiratórios, prejudicam plantações e contribuem para o efeito estufa. O ozônio presente na estratosfera, camada superior à troposfera, é importante para filtrar os raios solares que incidem sobre a Terra.

A China tem feito esforços para diminuir a poluição do ar e conter algumas emissões de gases de efeito estufa. Um estudo do Greenpeace revelou que a poluição do ar caiu 13% no primeiro trimestre de 2015. No ano passado, o país se comprometeu a aumentar o uso de combustíveis não fósseis para 20% até 2030. O país também se propôs a acabar com uso de carvão até 2020.

Apesar das fronteiras nacionais, o planeta é um só, por isso é preciso reduzir os impactos ao meio ambiente com ações globais. E todas as pessoas devem contribuir com pequenas atitudes diárias de consumo consciente, além de cobrar de empresas e governos a mudanças que respeitem o meio ambiente e a sociedade.

Leia mais:

Mais empresas brasileiras passam a publicar suas emissões de gases de efeito estufa

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: