França pretende criar mil quilômetros de estradas gerando energia solar

As primeiras instalações devem ser feitas ainda neste semestre e a expectativa é que tudo esteja pronto em cinco anos

Tecnologia Wattway. Crédito: Divulgação/INES

 

A França terá, em breve, mil quilômetros de estradas geradoras de energia solar. O projeto é uma parceria entre a Colas, empresa de infraestrutura para o transporte, e o INES (Instituto Nacional Francês para Energia Solar). A notícia foi divulgada pelo site Ciclovivo.

A tecnologia desenvolvida é muito mais simples do que as utilizadas em pavimentos solares feitos com placas de vidro. Batizado de Wattway, o produto lembra um tapete, que cobre os pavimentos já existentes, mantendo as características necessárias para o tráfego seguro de carros.

De acordo com o site do INES, o Wattway tem somente sete milímetros de altura e sua instalação não precisa de adequações ou reformas nas pistas já existentes. Esta é simplesmente uma cobertura de pavimento que gera energia limpa.

Com apenas 20 metros quadrados, é possível gerar energia suficiente para abastecer uma casa. Já um quilômetro de ruas equipadas com a tecnologia é capaz de produzir eletricidade suficiente para abastecer toda a iluminação pública de uma cidade com cinco mil habitantes, de acordo com a reportagem do site Ciclovivo.

O novo projeto resolve dois problemas de uma só vez: a falta de espaço e o impacto ambiental das energias não renováveis. As estradas são ótimas opções para receber a instalação de sistemas fotovoltaicos por receberem constantemente os raios diretos do sol, já que elas estão espalhadas por todas as regiões e são ocupadas durante apenas 10% do tempo, sem que seja preciso construir espaços exclusivos pra isso.

As primeiras instalações devem ser feitas ainda neste semestre. A expectativa é de que, em cinco anos, mil quilômetros de estradas francesas já estejam gerando energia renovável através do Wattway.

A energia solar é renovável, além de considerada limpa, pois não polui e nem emite gases de efeito estufa, os grandes causadores do aquecimento global e das Mudanças Climáticas no mundo.  Por isso, iniciativas como essa devem ser valorizadas pelos consumidores. Consumir energia de forma consciente é optar por fontes mais sustentáveis já existentes, demandar do mercado soluções de qualidade e em quantidade adequadas e prestigiar políticas públicas que facilitem a viabilidade de aplicação dessas alternativas em larga escala.

 

Leia mais:

Conheça a primeira ciclovia do mundo que capta energia solar

Sistema de energia solar inédito pode ser instalado em Pernambuco em 2017

Bondinho do Pão de Açúcar agora é movido a energia solar renovável

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: