Bondinho do Pão de Açúcar agora é movido a energia solar renovável

Cerca de seis toneladas de CO2 deixarão de ser emitidas por ano, contribuindo para o combate ao aquecimento global

Crédito: Creative commons/Dirlei Dionísio

 

O Bondinho do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro – um dos pontos turísticos mais visitados do país – agora está mais sustentável. O teleférico passou a ser movido à base de energia solar renovável, graças à instalação de painéis de placas fotovoltaicas. Estão envolvidas no projeto a Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar (CCAPA), a Panasonic, a Alsol e a ABB.

O projeto vem sendo desenvolvido há seis meses. Foram instalados 42 módulos, sendo 32 deles sobre a Estação de número 3 do Morro da Urca, última parada até o topo do Pão de Açúcar. Além disso, o projeto contou com dez placas fotovoltaicas em uma parede vertical, no restaurante, onde estará visível para os visitantes do ponto turístico.

O benefício desse projeto para o meio ambiente é grande. O uso de placas e painéis solares já representam uma economia mensal de 2 megawatts da rede convencional, o equivalente ao consumo médio de dez famílias brasileiras, segundo dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

A energia solar é renovável e considerada limpa, pois não polui e nem emite gases de efeito estufa, os grandes causadores do aquecimento global e das Mudanças Climáticas no mundo. É muito diferente de outras formas convencionais de geração de eletricidade, como as termelétricas, que produzem dióxido de carbono, o principal gás destruidor da camada de ozônio. Segundo estimativas, o novo sistema utilizado no Bondinho do Pão de Açúcar deixará de emitir cerca de seis toneladas de CO2 por ano, uma contribuição importante para evitar as catástrofes climáticas no  planeta.

Iniciativas como essa devem ser valorizadas pelos consumidores. Consumir energia de forma consciente é optar por fontes mais sustentáveis já existentes, demandar do mercado soluções de qualidade e em quantidade adequadas e prestigiar políticas públicas que facilitem a viabilidade de aplicação dessas alternativas em larga escala.

 

Leia mais:

Avião solar completa primeira volta ao mundo da história

Conheça a primeira ciclovia do mundo que capta energia solar

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: