23 ideias para preparar um Natal sustentável

Fuja do consumismo nas festas de final de ano. Confira 23 dicas preciosas para praticar o consumo consciente nas compras de presentes, enfeites e comidinhas para a ceia de Natal

Crédito: Creative commons/Choo Yut Shing

 

Que tal adotar práticas de consumo consciente no Natal? A data já virou sinônimo de consumismo, mas você pode fazer diferente! Consumir com consciência não significa parar de consumir, mas consumir melhor, com qualidade e de forma sustentável. Quer saber como? Veja aqui 23 dicas que o Instituto Akatu preparou para você pôr em prática o consumo consciente e sustentável nas festas de final de ano.

A escolha dos presentes

1. O primeiro passo é saber exatamente o que comprar. Analise, em cada compra, se o produto ou serviço é de fato necessário. Evite compras por impulso, que costumam ser potencializadas pelo “espírito natalino” e causam transtornos variados, que vão do desperdício ao endividamento.

2. Você costuma presentear familiares e amigos? Pense que o valor do presente pode estar muito mais relacionado à sua criatividade e significado do que ao preço. Por isso, fuja dos produtos caros vendidos em shoppings e procure itens artesanais que, além de bonitos, propiciam a geração de renda para comunidades locais.

3. Outra opção é que, ao invés de comprar presentes para toda a família, você proponha um “amigo secreto”, assim todos gastarão menos. Ou então dê presentes simbólicos, algo feito por você, como um prato especial, artesanato ou apresentação musical. São opções criativas que podem driblar o consumismo e surpreender a todos, além de serem mais originais.

4. Já fez sua lista de compras? Agora é hora de pesquisar fabricantes que sejam ambientalmente responsáveis. Informe-se sobre as empresas das quais vai comprar. Valorize as que comprovadamente praticam a responsabilidade socioambiental.

5. Dê preferência ao comércio local, perto de sua casa ou trabalho, e vá a pé, se possível, ou de carona. Assim você emite menos gás carbônico, causador do aquecimento global e das Mudanças Climáticas em todo o planeta.

6. Cuidado com os gastos excessivos para não ficar com a conta no vermelho. Pesquise os preços. Comparar valores de produtos também é consumir com consciência. Em cidades como São Paulo, eles chegam a variar até mais de 100% para a compra de um mesmo produto. Se você decidir comprar a prazo, considere os juros e o preço total de todas as compras acumuladas. E não gaste todo o 13º salário com o Natal. Pense que, no começo do ano, virão outras contas, como IPVA e materiais escolares.

7. Quer presentear uma pessoa querida e ainda beneficiar uma instituição? Conheça o FeliciCard, um vale-doação oferecido no site Presente Consciente. Ele pode ser comprado e enviado pela internet, com valor a partir de R$ 30,00. O presenteado pode escolher uma ou duas instituições para receber a doação. O Instituto Akatu está na lista das organizações que podem ser escolhidas, entre dezenas de outras. Saiba mais aqui.

8. Não compre produtos piratas, falsificados ou contrabandeados. Por mais que o preço possa ser mais baixo na hora da compra, essa é uma pratica que incentiva a ilegalidade e a criminalidade. Sem contar que produtos originais costumam ser mais duráveis e de melhor qualidade do que as imitações. Exija sempre a nota fiscal e a comprovação de origem.

9. Está procurando presentes para a criançada? Brinquedos educativos e tradicionais que estimulam brincadeiras em cooperação e atividades físicas são ótimas opções. Uma bicicleta pode ser uma boa opção, pois não polui e estimula a atividade física.. Atenção: verifique se os produtos são certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para evitar riscos à saúde das crianças.

10. Você está pensando em comprar algum eletrodoméstico? Opte pelos que gastam menos energia, indicados pelo selo do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). Fique atento às garantias dadas pelo fabricante e escolha produtos de fácil conserto. O Brasil é um dos recordistas mundiais da produção de lixo eletrônico. Pense bem antes de presentear com celulares e smartphones, por exemplo, que em pouco tempo vão parar no lixo para dar lugar modelos mais modernos.

11. Faça uma limpeza no guarda-roupa. Nessa época do ano, doe o que você não usa mais ou organize bazares de trocas entre amigos e a comunidade para dar um melhor uso para o que você não precisa mais. Muitas vezes, itens que estão engavetados há tempos podem ser úteis para outras pessoas. E se for comprar roupa nova para você ou dar de presente para alguém, privilegie peças feitas por cooperativas ou artesanalmente e fabricadas com tecidos orgânicos e de tingimento natural.

12. Um presente bem bacana é livro! Dê preferência àqueles produzidos com papel certificado (selo FSC, da Forest Stewardship Council Brasil) e a livros digitais, que podem ser lidos em e-books ou tablets.

13. As embalagens também merecem uma atenção especial. Uma grande parte do lixo produzido no Brasil é formado por embalagens e isso causa grande impacto ao meio ambiente. Para evitar a geração desnecessária de resíduos, opte por embalagens mais simples e que possam ser reutilizadas. Na hora do descarte, encaminhe o material para reciclagem.

Enfeites de Natal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Crédito: Creative commons/Patrick Q

14. Em vez de uma árvore de natal artificial (normalmente de plástico), dê preferência a uma natural, em um vaso, que pode ser plantada depois do período de festas. Procure se informar, no entanto, se a árvore escolhida é apropriada para a sua região.

15. Use enfeites recicláveis. Tanto aqueles feitos a partir de material reciclado quanto os que podem ser reaproveitados depois. Você pode, por exemplo, fazer uma guirlanda com rolhas de garrafas de vinho. Ou ainda pegar aqueles CDs e DVDs velhos e recortá-los, transformando-os em enfeites para a árvore de Natal. Use a criatividade!

16. Na decoração com luzes, use lâmpadas de baixo consumo e apague-as antes de dormir. Economize energia!

Ceia sustentável

17. Não deixe de lado a tradicional listinha de compras e procure fazer com que tudo caiba dentro do orçamento traçado. Lembre-se de que, em média, no Brasil, um terço dos alimentos vai para o lixo. Portanto, para garantir que sua festa não aumente ainda mais este desperdício.
compre apenas a quantidade de alimentos e bebidas que realmente serão consumidos. E, sempre que possível, reaproveite cascas e talos de alimentos. Eles têm alto valor nutritivo e servem de base para fazer diferentes pratos.

18. Na hora de preparar a ceia, dê preferência a vegetais cultivados na sua região ou em local próximo, além de usar frutas da época. O custo de transporte é menor, assim como o risco de perder parte da ceia com pedaços estragados.

19. Você pode montar uma cesta de natal ou mesmo uma ceia diferente com produtos locais, produzidos por cooperativas. Dê preferência a produtos orgânicos, mais saudáveis e sustentáveis.

20. Carne bovina e soja são produtos muitas vezes cultivados em áreas devastadas da Amazônia. Procure nos alimentos certificados que garantam sua boa procedência.

21. Use louças duráveis, como copos de vidro e talheres de metal. Na necessidade de usar utensílios de plástico (copos, talheres, pratos…) prefira sempre recicláveis e reutilizáveis.

22. Na hora de lavar a louça, evite desperdício. Deixe os utensílios de molho em uma bacia com um pouco de detergente biodegradável, isso facilita o trabalho e economiza água. Nunca deixe a torneira aberta enquanto esfrega a louça.

23. Dissemine o consumo consciente. Durante as festas, divulgue informalmente o consumo consciente entre seus amigos. Converse, aponte os motivos de suas escolhas nesta festa. Seu exemplo pode inspirar seus convidados a repetirem algumas das iniciativas. É o começo da conscientização e da mobilização.

 

Leia mais:

Você é um consumidor consciente! Faça o teste e descubra!

Cinco motivos para doar objetos

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: