Buraco da camada de ozônio cresceu 2 Amazônias!

  A camada de ozônio vem sendo estudada desde 1956 (MMA), porém, foi em 1979 que a NASA Ozone Watch iniciou o monitoramento da área do…

 

A camada de ozônio vem sendo estudada desde 1956 (MMA), porém, foi em 1979 que a NASA Ozone Watch iniciou o monitoramento da área do seu buraco. Dessa forma, é possível acompanhar seu crescimento, ou encolhimento, relacionar com outros dados como níveis de emissão e, assim, propor medidas embasadas em dados científicos para a contenção de seu aumento, o qual significa mais riscos à saúde humana e prejuízos ao meio ambiente.

Considerando as medições realizadas em 1988 e em 2018, a diferença de área do buraco é de 11 milhões de km², equivalente à área de quase duas Amazônias inteiras! Tal aumento está diretamente associado à intensificação das emissões de substâncias danosas à camada e, portanto, é necessário que sejam tomadas medidas para a redução e eliminação desses impactos.

  • Diferença entre áreas do buraco na camada de ozônio entre 1988 e 2018: 11 milhões km² (NASA)
  • Área da Amazônia: 6 milhões de km²m = 6.000.000 km² (Britannica)

 

 

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: