Diminua o tempo de banho e economize a energia produzida na usina de Itaipu!

Se todos os brasileiros diminuíssem, por um dia, seu tempo de banho em apenas 1 minuto, daria para economizar, nesse dia, quase 50 minutos da energia produzida pela usina de Itaipu

Arte: Flávia Fernandes

Dados do Ministério do Meio Ambiente e de outros órgãos apontam que o chuveiro elétrico é o eletrodoméstico responsável pela maior parte do consumo de energia de uma residência. Ele pode chegar a consumir mais energia do que a geladeira, e é o aparelho de maior potência para uso doméstico. Trata-se de uma invenção brasileira utilizada quase exclusivamente pelo Brasil e por países da América Latina (fonte: Jornal da Unicamp, 2014).

Tipicamente, um chuveiro, nas regiões Sudeste e Sul, tem cerca de quatro mil watts de potência. Para ter uma ideia, um forno de micro-ondas apresenta potência de mil watts e uma geladeira, cerca de 300 watts. Logo, o chuveiro é o responsável por uma parcela muito significativa do consumo residencial de energia elétrica (fonte: Jornal da Unicamp, 2014).

Um chuveiro ligado gasta a mesma energia que 54 TVs de LED de 40″ ligadas ao mesmo tempo.

Os chuveiros também possuem diferentes opções de aquecimento e utilizá-las corretamente, de acordo com as estações do ano, ajuda a economizar energia.

Se todos os brasileiros que possuem chuveiro elétrico em sua casa diminuíssem seu tempo de banho em apenas um minuto, supondo um banho por pessoa por dia, seria possível economizar, diariamente, quase 50 minutos da energia produzida pela geração máxima da usina de Itaipu, a maior hidrelétrica que atende ao mercado brasileiro!

Caso essa redução fosse mantida durante um ano, a energia economizada representaria uma quantidade equivalente à energia produzida por mais de 20 dias de operação da usina de Itaipu em sua geração máxima.

De qualquer forma, a atitude mais relevante para reduzir o consumo de energia elétrica do chuveiro elétrico é estar atento a quanto tempo você fica no banho.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: