Crediário, use só se for realmente necessário

Pode parecer tentador dividir o pagamento em várias parcelas, mas se você fizer as contas vai perceber que a taxa de juros deixa o preço muito mais alto.

 

Se você faz parte dos 30% de brasileiros que utiliza o crediário de lojas para viabilizar as compras em parcelas*, é importante saber que o famoso “carnê da loja”, com valor tentador da mensalidade, normalmente implica em uma alta taxa de juros.

Vamos pegar como exemplo a compra de uma televisão LED de R$1.000, cujo custo será dividido em 24 parcelas mensais. Ao final do período, aplicando a taxa média de juros do crediário das lojas, que é de 5,5% ao mês*, o produto custará mais de R$3.500 – ou seja, mais que o triplo do valor original.

Avalie se você realmente precisa trocar um produto ou comprar um novo, e, em caso positivo, programe-se para que seja possível encaixar a compra no seu orçamento ou pagar com outras modalidades de crédito, para não acabar pagando por três produtos em vez de um.

Fontes:
*SPC Brasil

**Taxa média dos crediários de lojas do setor de eletroeletrônicos (Agosto de 2017), segundo a Anefac – Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: