Valor Econômico: Aumento da temperatura pode causar perdas de US$ 2,5 trilhões

Em reportagem de 03 de junho, o jornal Valor Econômico fez diversas matérias especiais para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente. Em uma delas,…

Em reportagem de 03 de junho, o jornal Valor Econômico fez diversas matérias especiais para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente. Em uma delas, a reportagem teve como foco as perdas econômicas e financeiras que as mudanças climáticas, incluindo o aumento das temperaturas no planeta, podem causar.

O Relatório Stern, de 2006, estudo conduzido no Reino Unido por Nicholas Stern, ex-economista-chefe do Banco Mundial, e considerado referência para as estimativas sobre custos econômicos das alterações do clima, aponta que as mudanças climáticas podem custar uma redução de 20% do Produto Interno Bruto (PIB) global até o final do século, se nada for feito para reduzi-las.

Outros pesquisadores projetam uma perda de US$ 2,5 trilhões no valor dos ativos financeiros em todo o mundo, caso a temperatura média da superfície da terra atinja 2,5º C acima do nível pré-industrial até 2100. Este cálculo foi feito por pesquisadores do Instituto de Pesquisa Grantham sobre Mudanças do Clima e do Ambiente, da London School of Economics and Political Science and Vivid Economics, em estudo publicado em abril na revista Nature Climate Change. No Brasil, o estudo “Economia das Mudanças do Clima no Brasil: custos e oportunidades”, desenvolvido por instituições públicas de pesquisa e divulgado em 2009, estima que o impacto climático provoque redução de 0,5% a 2,3% no PIB nacional até 2050.

Para esta reportagem, Gabriela Yamaguchi, gerente de Comunicação, foi ouvida para explicar que as mudanças climáticas e seus grandes impactos não são ocasionados apenas por eventos extremos, como enchentes, vendavais, tornados e secas rigorosas. Aumentos graduais na temperatura, por exemplo, já afetam diretamente toda a vida no planeta.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: