O Globo: especialistas dão dicas de economia e de sustentabilidade na hora da volta às aulas

  Em 14 de janeiro, o Instituto Akatu participou de uma matéria do jornal O Globo que traz uma série de orientações para o consumidor…

 

Em 14 de janeiro, o Instituto Akatu participou de uma matéria do jornal O Globo que traz uma série de orientações para o consumidor não cair em armadilhas ou ter um rombo no bolso na hora de comprar materiais escolares. Além da economia financeira, um dos assuntos abordados pela reportagem é o Consumo Consciente.

Apesar das escolas indicarem uma lista imensa de produtos, o Akatu recomenda que o consumidor, antes de sair às compras, faça um balanço do material do ano anterior para ver o que pode ser aproveitado ou reciclado.

Além disso, o jornal traz outras orientações:

Reaproveitamento de materiais: antes de ir para a loja com a lista de materiais escolares, não deixe de analisar o que dá para reaproveitar do que sobrou do ano passado.

Reciclagem: As folhas de cadernos do ano passado que ficaram em branco podem virar um outro caderno novinho.

Lápis, canetas, marcadores etc: Os lápis foram gastos e ficaram curtos? Sem problema! Os lápis grafite e de cor podem usar um “alongador”, também chamado de “extensor” ou “prolongador”, que ajuda a segurar os lápis que estão bem no finalzinho e usá-los até o fim. Canetinhas ou marcadores secos podem receber algumas gotas de álcool de cozinha ou água e voltar a funcionar. Sobrou cola branca? Junte os restinhos num único frasco, de tamanho adequado, para repor o frasco original que vai na mala da crianças. Você também pode procurar livros usados em um sebo. Basta pesquisar os livros nos sebos perto de você por meio do site Estante Virtual.

Preserve os materiais: Saber cuidar dos materiais ao longo do ano é fundamental para estender ao máximo a sua vida útil e poder usá-los nos anos seguintes. Também é importante não desperdiçá-los, usando apenas o necessário, sem excessos.

– Escolha os produtos com critério: É importante usar os critérios corretos na escola dos produtos, de modo a se ter um material adequado e que dure o ano inteiro. Evite material mais sofisticado, já que o importante é que o material atenda às necessidades do estudante.

Para ler a matéria completa, acesse o link do Jornal

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: