Exame.com: O que vai acontecer se São Paulo ficar sem água?

O Instituto Akatu participou da reportagem intitulada “O que vai acontecer se São Paulo realmente ficar sem água?”, publicada no portal Exame.com sobre a crise…

O Instituto Akatu participou da reportagem intitulada “O que vai acontecer se São Paulo realmente ficar sem água?”, publicada no portal Exame.com sobre a crise hídrica.

Gabriela Yamaguchi, gerente de Comunicação do Instituto Akatu, falou à reportagem da Exame.com que a crise veio para ficar, e que os paulistas precisarão mudar nossos hábitos radicalmente. “Esse cenário não vai ficar só em 2015. Devemos permanecer pelo menos dois anos com pouca chuva. Portanto, a situação dos reservatórios não vai melhorar no curto prazo”, disse.

A porta-voz do Akatu falou da importância da articulação dos diversos atores sociais para garantir a economia de água. “É preciso ter mais coordenação no diálogo. Não é possível esperar que só uma campanha de diminuição de consumo da população resolva o problema. Precisamos da participação do setor industrial e do agronegócio”, afirma.

Gabriela falou também do risco da perfuração de poços para captação dos lençóis freáticos. “Com a perfuração de poços, o que estamos fazendo é apenas substituir uma fonte de água por outra. O raciocínio precisa ser diferente. Precisamos mudar nossos hábitos em relação ao consumo”, diz.
Outro ponto abordado na entrevista foi a pegada hídrica nos produtos. Gabriela comentou que é fundamental observar nosso consumo de produtos que utilizam muita água em sua cadeia produtiva. “O exemplo clássico é o desperdício de alimentos. O maior consumidor de água do mundo é o agronegócio. E o maior desperdício que há no planeta é o de alimentos. Isso precisa diminuir.”

Leia a reportagem completa “O que vai acontecer se São Paulo realmente ficar sem água?”, publicada no dia 28 de janeiro no portal Exame.com, da Editora Abril.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: