Mobilidade

Serviço de compartilhamento de carros está disponível em três capitais brasileiras

O consumidor pode optar pelo compartilhamento de carros em São Paulo, Curitiba e Florianópolis. Esse tipo de serviço, que valoriza o uso do produto e não a posse

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Crédito: Creative commons/Zé Carlos Barretta

 

Você já ouviu falar sobre compartilhamento de carros? Esse serviço – também conhecido internacionalmente como carsharing –  nada mais é do que um aluguel de veículo, que cobra por hora e quilômetro rodado. O consumidor pode, por exemplo, alugar um automóvel para ir a uma reunião de trabalho, passear com a família no final de semana ou fazer uma viagem esporádica. Esse tipo serviço valoriza o compartilhamento de produtos, mais que o uso individual, e expande ao máximo a capacidade de uso de um produto e atende às necessidades de mais pessoas. Valoriza o uso do produto e não a sua posse. Os consumidores se conscientizam sobre a real necessidade de comprar um carro e podem passar a fazer essa escolha somente nos momentos necessários ou em outro momento da vida.

A empresa no ramo pioneira no Brasil é a Zazcar. Começou em 2009 com apenas 10 carros em sua frota em São Paulo. Hoje tem cerca de 60 veículos espalhados em 45 pontos de partida (PODs) na capital paulista. Para utilizar o serviço, o usuário deve preencher um cadastro no site da empresa, além de enviar uma cópia da carteira de habilitação (CNH). Depois de aprovado, ele deve pagar uma mensalidade via cartão de crédito e, em alguns dias, receberá  seu cartão magnético de sócio. A partir daí, é só acessar o site ou telefonar para a empresa, reservar um carro, escolher por quanto tempo será alugado e o local onde será retirado. O cliente deverá devolvê-lo no mesmo ponto onde foi pego. O combustível e o seguro são pagos pela empresa, já a franquia fica por conta do cliente.

Outra empresa do ramo que, além de trabalhar na capital paulista também opera em Curitiba e Florianópolis, é a Fleety. Mas ela funciona um pouquinho diferente da Zazcar. Os clientes podem alugar carros de outras pessoas pelo período que desejar. Uma boa vantagem é a de que o consumidor pode alugar um automóvel de alguém que more próximo dele, evitando deslocamentos desnecessários. Para utilizar o serviço basta entrar no site da empresa, escolher o veículo, entrar em contato com o proprietário para negociar o preço e o tempo de aluguel, e combinar a retirada. O seguro é pago pela Fleety, mas a franquia e possíveis multas ficam a cargo do cliente quer alugou. Para o dono do carro, a vantagem é conseguir uma renda extra com o aluguel.

A cidade de Fortaleza também ganhará, em breve, um sistema de compartilhamento de carros. A prefeitura lançou, em janeiro, um edital de chamada pública para escolher a empresa responsável pela implantação do projeto piloto, que tem previsão para começar a funcionar em abril. A ideia é que os veículos sejam elétricos (utilizarão energia limpa não poluente). Inicialmente, haverá 15 automóveis e dez estações. Os usuários que aderirem ao sistema vão pagar uma taxa de R$ 40,00, que será convertida em créditos para utilizar nos carros. Trinta minutos de uso custarão R$ 20,00 e os minutos excedentes serão cobrados avulsos e de forma inversamente proporcional: quanto mais tempo com o veículo, menor o valor do minuto. Outros benefícios do sistema são a possibilidade de dividir os custos com um carona e de estacionar em vagas da Zona Azul gratuitamente.

Vale a pena usar o serviço de compartilhamento de carros, principalmente, para quem usa pouco o automóvel (para quem roda menos de 10 mil quilômetros por ano). Você economizará em gastos como IPVA, seguro, manutenção e combustível.  Que tal experimentar?

 

Leia mais:

Pesquisa: 1 em cada 5 brasileiros já ouviu falar de consumo colaborativo ou compartilhado

Recife oferece o primeiro aluguel de carros elétricos do Brasil

Fortaleza terá sistema de carros elétricos compartilhados

 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar
Fechar

Esqueci minha senha

Digite seu e-mail e clique em "Procurar" para recuperar sua senha.
Sua senha foi enviada para o e-mail informado.
Não encontramos seu e-mail em nossos registros. Se você não tem uma conta Akatu, cadastre-se aqui.
Ocoreu um erro inesperado. Por favor, tente mais tarde.
enviando...