ONU estima que quase 21 milhões de pessoas são mantidas como escravos modernos

Hoje, Dia Internacional para a Abolição da Escravatura, o secretário-geral da ONU disse que todos devem se unir para erradicar todas as formas contemporâneas de escravidão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Trabalhadores rurais. Crédito: Creative commons/Biblioteca de Arte / Fundação Calouste Gulbenkian

 

Comentário Akatu:  a existência da escravidão é algo absolutamente ultrajante. Todo consumidor deve conhecer a história dos produtos que consome, para se certificar de que sua produção não envolve atividades injustas e irresponsáveis, como exploração de trabalho escravo, infantil ou devastação ambiental, por exemplo.

 

Pelo menos 20,9 milhões de pessoas – principalmente mulheres e meninas –, no mundo são afetadas pelas diversas formas contemporâneas de escravidão, segundo estimativa da Organização das Nações Unidas. A pobreza, os conflitos, a violência e a falta de acesso à educação, ao ...

No Brasil, situação análoga à escravidão atinge 155,3 mil pessoas

Este é o resultado do relatório Índice de Escravidão Global 2014, da Fundação Walk Free. Houve significativa queda em relação ao levantamento de 2013

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Trabalhador rural em zona canavieira no Brasil. Crédito: Creative commons/Cícero R. C. Omena

 

Comentário Akatu: a existência da escravidão é algo absolutamente ultrajante. Todo consumidor deve conhecer a história dos produtos que consome, para se certificar de que sua produção não envolve atividades injustas e irresponsáveis, como exploração de trabalho escravo, infantil ou devastação ambiental, por exemplo.

 

O Brasil tem 155,3 mil pessoas em situação análoga à escravidão, segundo o relatório Índice de Escravidão Global 2014 , da Fundação Walk Free , divulgado hoje (17). Houve significativa queda em relação ao levantamento do ano passado, que ...

Imaflora lança campanha para incentivar a certificação socioambiental

A ação chama a atenção para a importância da conservação das florestas e do manejo florestal responsável

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentário Akatu: Um modelo de sociedade mais sustentável envolve, de um lado, consumidores mais conscientes e, de outro, empresas dispostas e preparadas para inovar no atendimento às suas demandas, oferecendo-lhes alternativas de produtos e serviços ambientalmente adequados e socialmente justos em todas as etapas de sua cadeia produtiva, como mostra a reportagem abaixo, que destaca a certificação socioambiental. Mais do que uma tendência, essa mudança de paradigma rumo à economia verde parece ser a alternativa viável para combater os efeitos dos padrões insustentáveis de produção e consumo que vêm sendo adotados há dezenas de anos.
 

 

No dia ...

Trabalho infantil no Brasil está em queda, mas ainda é grave, diz especialista

Meta de erradicação do trabalho infantil até 2020 corre o risco de não ser cumprida

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Creative commons/Zoriah

 

Comentário Akatu: O trabalho infantil, prática ilegal que prejudica o desenvolvimento de crianças e adolescentes por todo o mundo, é um grave efeito do modelo de produção e consumo da sociedade atual. Empresas e seus stakeholders precisam criar formas de produzir que sejam ambientalmente sustentáveis e socialmente justas em todas as etapas da cadeia, e, entre outros, não levem crianças e adolescentes ao trabalho precoce, afastando-os do ambiente escolar, da convivência familiar, do lazer e até mesmo da saúde. Mesmo porque é justamente na infância e na adolescência que se estabelecem, especialmente na escola ...

Deputados que votaram a emenda do trabalho escravo são candidatos às eleições

Levantamento da Repórter Brasil mostra que 85% dos parlamentares que votaram a PEC em 2012 são candidatos nas eleições deste ano. Relembre como cada um se posicionou

Em 2012 a Câmara dos Deputados aprovou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Trabalho Escravo, que determina o confisco de propriedades em que for flagrado trabalho escravo e seu encaminhamento para reforma agrária ou uso social. A matéria sofria forte resistência da Frente Parlamentar da Agropecuária (a chamada “bancada ruralista”), que chegou a tentar esvaziar o plenário para evitar o quórum necessário e derrotar a medida. Sob pressão, a votação em segundo turno ocorrida em 2012 veio oito anos depois da primeira votação na casa.

A proposta, então, foi remetida ao Senado, onde os ruralistas mudaram de estratégia e permitiram, ...

Fechar

Esqueci minha senha

Digite seu e-mail e clique em "Procurar" para recuperar sua senha.
Sua senha foi enviada para o e-mail informado.
Não encontramos seu e-mail em nossos registros. Se você não tem uma conta Akatu, cadastre-se aqui.
Ocoreu um erro inesperado. Por favor, tente mais tarde.
enviando...