Nova lista do trabalho escravo traz 340 nomes

InPacto e Repórter Brasil publicam terceira edição da lista que traz o nome de pessoas e empresas flagradas com uso de mão de obra análoga a de escravo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Lista traz muitos nomes de fazendas - Crédito: Stuart Rankin

 

Foi publicada, na semana passada, a terceira edição da Lista de Transparência sobre Trabalho Escravo Contemporâneo, com 340 empregadores autuados por uso de trabalho análogo ao de escravo entre dezembro de 2013 e dezembro de 2015.

O Supremo Tribunal Federal mantém, desde dezembro de 2014, a decisão de bloquear o documento publicado semestralmente pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

As informações da Lista de Transparência sobre Trabalho Escravo Contemporâneo' foram compiladas pelas ONGs InPacto e Repórter Brasil a partir de dados fornecidos pelo Ministério ...

Brasil resgata mais de mil trabalhadores em 2015 de condições de escravidão

A maioria das vítimas de trabalho escravo no Brasil foi localizada em áreas urbanas, que concentraram 61% dos casos

Comentário Akatu: a existência da escravidão é algo absolutamente ultrajante. Todo consumidor deve conhecer a história dos produtos que consome, para se certificar de que sua produção não envolve atividades injustas e irresponsáveis, como exploração de trabalho escravo, infantil ou devastação ambiental, por exemplo.
 

O Ministério do Trabalho e Previdência Social resgatou 1.010 trabalhadores em 2015 que estavam em condições análogas à escravidão. As 140 operações feitas pelo Grupo Especial de Fiscalização Móvel e por auditores fiscais do trabalho identificaram trabalhadores nessa situação em 90 dos 257 estabelecimentos fiscalizados, segundo balanço do ministério divulgado para marcar o Dia Nacional de Combate ...

Prêmio Nobel da Paz, Kailash Satyarthi fala da importância da “inteligência compassiva”

Indiano dedicado a combater o trabalho infantil ganhou o Nobel da Paz em 2014, junto com menina paquistanesa Malala Yousafzai

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Kailash Satyarthi criou uma organização que já resgatou mais de 80 mil crianças do trabalho - Crédito: International Labour Organization/Creative Commons

 

Somos motivados durante as nossas vidas a usar a nossa inteligência para aprender, ter sucesso profissional e conviver com outras pessoas. Mas, para melhorar a sociedade, é fundamental que tenhamos “inteligência compassional”, disse Kailash Satyarthi, 62 anos, ativista indiano dos direitos humanos das crianças, que recebeu em 2014 o Prêmio Nobel da Paz, junto com a menina paquistanesa Malala Yousafzai.

“Apesar da internet, as pessoas se sentem desconectadas entre si. Só vamos conseguir entender o significado ...

OIT nomeia Wagner Moura embaixador da luta contra trabalho escravo

O ator colabora com a OIT desde 2013, quando apoiou a campanha “Cartão Vermelho contra o trabalho infantil”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: o ator Wagner Moura apoiou a campanha contra o trabalho infantil, agora é embaixador da luta contra o trabalho escravo da OIT - Crédito: ILO/Creative Commons

 

Comentário Akatu: a existência da escravidão é algo absolutamente ultrajante. Todo consumidor deve buscar conhecer a história dos produtos que consome, para se certificar de que sua produção não envolve atividades injustas e irresponsáveis, como exploração de trabalho escravo, infantil ou devastação ambiental, por exemplo.

 

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) nomeou Wagner Moura como embaixador, no âmbito de uma campanha global de mobilização contra o trabalho escravo. O ator colabora ...

Ação demonstra o verdadeiro sentido da expressão "o barato que sai caro"

Vending machine que oferta camisetas baratas mostra o trabalho aviltante que de quem produziu o produto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: vending machine em praça em Berlim, na Alemanha, usada na ação de combate ao trabalho escravo - Crédito: Divulgação

 

Pesquisar e buscar produtos mais baratos são práticas normais, até porque sempre é prudente economizar, ainda mais em tempos de crise. Mas e quando determinada peça é vendida por um preço muito mais baixo do que o normal? Sabe aquela expressão "o barato que sai caro"? Pois é.

Uma vending machine instalada na Alexanderplatz, a principal praça de Berlim, na Alemanha, ofertava camisetas a um preço de 2 euros. Baratas, as peças atraíram muitos compradores que, ao ...

Fechar

Esqueci minha senha

Digite seu e-mail e clique em "Procurar" para recuperar sua senha.
Sua senha foi enviada para o e-mail informado.
Não encontramos seu e-mail em nossos registros. Se você não tem uma conta Akatu, cadastre-se aqui.
Ocoreu um erro inesperado. Por favor, tente mais tarde.
enviando...