Princípios de Conduta do Instituto Akatu

Acreditamos que as atitudes são transformadoras e que cada participante do Akatu, ao representar o Instituto, deve fazer refletir em suas próprias atitudes os valores, a missão e a visão do Akatu, agindo sempre com transparência, ética e responsabilidade e demonstrando coerência e aderência a esses valores e aos princípios estabelecidos neste documento.


Quem nos representa – todas as pessoas que tenham uma associação com o Akatu, formal ou informal, remunerada ou voluntária, interna ou externa, incluindo colaboradores, conselheiros, consultores e outras relações.


Valores – O que é importante para nós

  • Causa: Compromisso com a promoção da missão

  • Compartilhamento: Construção compartilhada de aprendizados e conhecimentos

  • Melhoria contínua: Aprimoramento contínuo de aprendizados e conhecimentos

  • Responsabilidade: Cumprimento dos compromissos assumidos

  • Humanização: Transparência e humanização das relações interpessoais

  • Cooperação: Cooperação para objetivos comuns

Visão – Para o que queremos contribuir

Yandê*: Contribuir para uma sociedade do bem-estar que se perceba como parte interdependente da vida no Planeta e, como tal, cuide da vida pela vida em si e acolha a humanidade em toda a sua diversidade.

(*Yandê: palavra em tupi que significa “grande nós feminino”)


Missão – Porque existimos

Contribuir para a transição acelerada para estilos sustentáveis de vida, inspirados em uma sociedade do bem-estar e viabilizados por modelos sustentáveis de produção e consumo, de forma a ter a população brasileira mobilizada nessa direção até o final de 2022.


Princípios de Conduta – Os representantes do Akatu devem agir de maneira coerente com estes Princípios de Conduta, estando sempre abertos e dispostos a um diálogo que permita uma evolução positiva dos indivíduos envolvidos, da organização e da sociedade. Para tanto, como representantes do Akatu, assumimos os seguintes compromissos:


1. Cumprir a lei e colaborar para a definição de novas referências legais que representem marcos na construção de uma sociedade mais justa, mais equilibrada e mais sustentável.


2. Buscar a construção de um ambiente de trabalho com base no respeito, que valorize as ideias e o coletivo, e estimule a participação individual.


3. Manter a independência em relação aos eventuais posicionamentos dos nossos apoiadores que sejam conflitantes com os do Akatu, trabalhando para mobilizá-los e inspirá-los para uma produção sustentável e um consumo mais consciente.


4. Dedicar o nosso melhor esforço para que as nossas informações, dados e registros sejam fidedignos, exatos e completos, assegurando a indicação da fonte dos mesmos e, sempre que couber, o reconhecimento do crédito a terceiros.


5. Valorizar a isenção e a transparência em todas as ações e atividades, evitando transações ou situações nas quais interesses pessoais possam se sobrepor ou entrar em conflito com os interesses do Akatu.


6. Proteger a propriedade do capital intelectual e a confidencialidade das informações do Akatu, bem como daquelas transmitidas por terceiros em condições de confidencialidade.


7. Repudiar subornos, favorecimentos ou comissões irregulares em benefício próprio ou da organização e qualquer oferta que tenha como intenção influenciar uma decisão.


8. Direcionar ao próprio Akatu bens ou recursos financeiros recebidos no atendimento de convites a representantes para participação em evento, palestra, elaboração de artigo, concessão de entrevista ou outra atividade. Este Princípio deverá ter sua operacionalização regulamentada pelo Comitê de Governança.


9. Valorizar a importância de sermos justos, objetivos e de não haver qualquer tipo de preconceito na avaliação e escolha de nossos representantes, apoiadores e fornecedores de bens e serviços.


10. Dedicar o melhor esforço para assegurar que o Akatu receba exclusivamente doações de origem legítima e legal.


11. Cuidar para que o posicionamento político dos representantes individuais do Akatu jamais seja tomado como posicionamento da própria instituição.



Adesão e Prática dos Princípios


Adesão é a manifestação de aprovação e de aderência. Ao se associarem ao Akatu como seus representantes, todos são apresentados a estes Princípios de Conduta e, ao deles tomarem conhecimento, formalizam implicitamente sua adesão aos mesmos.


A identificação de uma não conformidade, irregularidade ou ação eticamente repreensível, seja dos nossos representantes ou de nossos apoiadores, poderá ser trazida ao diálogo por qualquer pessoa, devendo ser apresentada ao Comitê de Ética, a ser regulamentado pelo Comitê de Governança, descrevendo a situação específica, seu contexto e suas justificativas. Se o Comitê de Ética confirmar a existência de um problema, deverá avaliar o real interesse da parte não conforme em buscar soluções bem como em adotar medidas para a sua não repetição. O Comitê de Ética decidirá a condução de cada situação e buscará torná-la um aprendizado para o grupo.


[ Para enviar uma mensagem ao Instituto Akatu sobre os princípios de conduta,
escreva um e-mail para
conduta@akatu.org.br ]



Construção Conjunta


Na elaboração dos Princípios de Conduta do Akatu, são realizados fóruns de diálogo com colaboradores, apoiadores, conselheiros e formadores de opinião de várias origens. Foi considerada a experiência de outras instituições, tendo sido utilizados, como referência e inspiração, outros documentos relacionados à conduta e à ética.


A jornada da construção destes Princípios, os aprendizados dela derivados, os debates e a consolidação das ideias contidas neste instrumento fortalecem a nossa identidade institucional. A sua prática contínua vai permitir sua avaliação contínua na prática e a identificação de possíveis alterações.


Para garantir a absorção destes Princípios, deverão ser planejados momentos de apresentação e debate dos mesmos com cada um dos públicos relevantes. Deste modo, busca-se assegurar a sua compreensão adequada e oportunidades para sugestões construtivas que possam recomendar possíveis alterações dos Princípios.


Acreditamos que tão importante quanto este instrumento em si é a convicção de que ele deve estar em constante evolução, mediado por uma cultura de diálogo permanente que amadureça as relações e por encontros periódicos de debate que permitam que temas críticos sejam analisados de forma sistemática e sirvam para direcionar renovadamente a nossa conduta.



“A jornada é tão importante quanto o destino”

Fechar

Esqueci minha senha

Digite seu e-mail e clique em "Procurar" para recuperar sua senha.
Sua senha foi enviada para o e-mail informado.
Não encontramos seu e-mail em nossos registros. Se você não tem uma conta Akatu, cadastre-se aqui.
Ocoreu um erro inesperado. Por favor, tente mais tarde.
enviando...